terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Amigo Secreto do Universo Alternativo e HELL-O, YOUTUBE!

Hell-o, youtubers from hell!

No fim do ano passado, eu e as meninas do Universo Alternativo decidimos fazer um amigo secreto entre nós, mas antes estabelecemos um preço e postamos coisas que nós gostássemos, pra todo mundo sair feliz! E olha, pelo que tô vendo até então, ninguém saiu triste, viu? Haha! <3

Essa trevosa que vos fala ficou tão louca pra abrir a caixinha (eu demorei dois dias pra conseguir gravar o vídeo, imaginem a ansiedade!) que só fez o vídeo e esqueceu de tirar as fotos. É, eu fiz um vídeo. Com o cabelo todo bagunçado, com a câmera frontal do meu celular, sem edição e e sem experiência nenhuma. Mas ficou curtinho e apesar do barulho de tic-tac do relógio, espero que vocês gostem do vídeo assim como eu AMEI o presente que eu recebi! <3


Quem me tirou foi a maravilhosa da Bárbara Lopes, do blog Bah Lopes e ela me mandou uma luminária super versátil de led, uma cartinha linda e três caixinhas de incenso. A luminária era algo que eu queria muito porque faz muita diferença nas fotos sim. Bom, vocês vão ver isso melhor no vídeo. Eu acabei esquecendo de fotografar as caixinhas dos incensos, mas no potinho de vidro estão apenas os incensos que ela me enviou, deixei separado dos outros porque queria lembrar com carinho da Bah toda vez que eu acendesse um incenso que ela me mandou! <3 Obrigada mesmo, sua linda!


Bom, eu tirei a Antonielle do blog Lady Dark's e nos links abaixo tem o canal dela, e você pode ver aqui o que ela achou do que eu escolhi pra ela! Não deu pra mandar cartinha porque comprei direto do site, mas ela sabe que eu adoro ela e que amei muito ter sido sua amiga secreta!

Sobre gravar vídeos pro YouTube: vai acontecer de vez em quando. Ainda tô lidando com o medo, mas gravei esse vídeo ano passado tão espontaneamente, gostei de gravar e resolvi ter coragem de criar o canal. É esse aqui, então SE INSCREVAM se quiserem acompanhar os vídeos que vou postar por lá! :) Espero que tenham gostado, um beijão pra todo mundo e aqui seguem os links das outras meninas:

• Nivia Larentis: https://darkfashion.com.br/
Antonielle Ferreira (tirei ela!): https://www.youtube.com/channel/UC89iu9rr3NRoeKs4SCLA7Gw | https://ladydarks.blogspot.com
Lara Avlis: http://www.youtube.com/avlislara | http://www.laraavlis.com/
Nayara Soares: http://eccentric-beauty.blogspot.com.br/ | https://www.youtube.com/user/TheNayhh
Giovana Mathos: http://madamegio.blogspot.com.br/ | https://www.youtube.com/channel/UCDqPHMCmrDA8BqMyt750SCQ
• Bárbara Lopes (ela me tirou!): http://bahlopes.com.br
• Jaqueline Campos: https://4sphyxi4.blogspot.com.br | https://www.youtube.com/channel/UC-OwGlVsFmJVzhWrT4m4_zA
• Sueli Borboleta: https://www.youtube.com/channel/UCjWVIjaITaCMM5rWbC2iu7Q | https://sueliborboleta.blogspot.com.br
• Rick Manson: https://www.youtube.com/user/rickdarkwaymanson

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

DdL #3: Os Subterrâneos, de Jack Kerouac

Hell-o, leitoras da escuridão!

Hoje eu vou falar de um livro do Jack Kerouac, mais um dos livros que estavam na minha estante e eu não tinha lido ainda. Uma curiosidade sobre mim é que sempre que adquiro um livro, eu escrevo o mês e ano que adquiri o livro na primeira folha dele. Esse livro tá desde junho de 2015 (!!!!!) na minha estante e nunca li. Fora que ele tem 140 páginas, fácil de ler. Enfim, vamos lá?


Descrição: Escrito durante três dias e três noites, os subterrâneos foi gerado a partir do mesmo tipo de romance inspiracional que produziu o grande clássico de Kerouac: On The Road. Girando em torno da tumultuada relação entre Leo Percepied e Mardou Fox, dois frequentadores do undergound de São Francisco, sendo ele o alter ego do autor e ela uma moça metade cherokee, metade negra - , trata-se de uma história de becos escuros e cômodos esfumaçados, de artistas, visionários e aventureiros vivendo à margem da sociedade. Publicado em 1958 - um ano após o lançamento de on the road - , Os Subterrâneos parte de uma experiência autobiográfica (o relacionamento de Kerouac com uma moça negra, no verão de 1953) para, num estilo jazzístico, apresentar os deleites e os desafios daquela cativante geração de hipsters.

Antes de começar a escrever esse parágrafo eu dei uma mega suspirada. A verdade é que eu não sei exatamente se o livro é bom ou ruim. Ele me agradou em umas coisas e me irritou muito em outras. Primeiro: minha experiência anterior com Kerouac é a seguinte: li On The Road, Vagabundos Iluminados e Big Sur. Na época eu fiquei alucinada com a geração beatnik e li Ginsberg e Burroughs também. Eu particularmente sou muito fã ainda, principalmente do Burroughs, mas ler esse livro me deixou mega irritada com Kerouac. Deixa eu explicar...


O livro tem toda essa loucurada da geração beat: mil diferentes drogas sendo usadas e suas viagens sendo descrevidas, outros artistas drogados com nomes trocados são personagens do livro também. Porém nesse livro o Kerouac repete o mesmo jeito de narrar a história que usou em On The Road, e ao invés de isso ser bom, se tornou completamente irritante e cansativo. Pontuação é algo que praticamente não existe nessa história. Mais uma vez escrito em um frenesi em que Kerouac achou que poderia esquecer de todos os sinais da pontuação e que poderia escrever de maneira estranha e bagunçada, mas inserir umas frases de efeito no meio.

"Nossa, mas você odiou o livro tanto assim?" Sim, odiei. A leitura não fluía, eu precisava ler e reler pra entender, já que além de não ter pontuação e ter sido escrito em três dias, os diálogos muitas vezes não fazem sentido. Mas o que mais me irritou foi o fato de que o personagem Leo Percepied (alter ego de Jack Kerouac) fica evidenciando o tempo todo que Mardou (pseudônimo da mulher negra com quem ele se relacionou) é negra. Tudo bem a época era preconceituosa, mas se ele a amasse de verdade, ele não veria cor e veria uma pessoa, simples assim. Fala mil vezes que ela é do jazz, que transava com um outro cara, e outro também. 


Porém o que acontece é que durante todo o relacionamento de Leo e Mardou, Leo foi extremamente machista, ciumento, irresponsável e descompromissado com Mardou. Depois, quando ela dá um pé na bunda dele, ele escreve um livro super atropelado em três dias e ainda ganha mó grana com isso? Vamos parar por aqui, né? Vou deixar de falar mal do livro e adicionar que apesar de tudo isso, Jack Kerouac sabe contar uma história como ninguém, e quando os diálogos fazem sentido, eles são muito geniais. Tendo dito isso, não digo que indico esse livro, mas indico Big Sur que é um livro do Kerouac maravilhoso, digno de leitura mesmo. 

Um beijão pra vocês, tá quase terminando as resenhas de janeiro! Deem sua opinião nos comentários, e se tiverem alguma dúvida ou quiserem debater, comentem aqui! <3 


quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Recebidos da Dark Prophecy

Hell-o, my darlings from hell!

Hoje eu vim mostrar as coisas maravilhosas que eu recebi da Dark Prophecy. Sou parceira da loja desde agosto do ano passado e já ganhei e comprei muita coisa lá. Eu sou APAIXONADA pela loja, a maioria das peças combina muito comigo ou se encaixam perfeitamente no meu estilo. Quero mostrar todas as peças que tenho aqui em breve!

Recebi várias coisas que são da nova coleção, inclusive o colar Vultus Persefone. Eu falei desse colar nesse post aqui, mas pra quem não viu, é o seguinte: a Dark Prophecy me convidou pra escolher uma imagem para uma das peças da nova coleção, e essa peça ganhou o nome Black Magic Cat Vultus Persefone. EU FIQUEI EMOCIONADÍSSIMA, obviamente! Vou mostrar todas as peças, mas adivinhem por qual vou começar? Haha! <3

Colar Black Magic Cat Vultus Persefone - R$ 17,90

Ignorem o tom da foto e reparem em como esse colar fica lindo e delicado! <3
Caixa Cripta Ouija - R$ 50,00
Asa de morcego G em renda (Edição Limitada) - R$ 30,00
Colar Bat - R$ 17,00 (juro que não conseguir focar)
Colar e Anel Black Mirror - R$ 17,90 e R$ 9,90
Colar Kraken Preto - R$ 21,90
Gargantilha Victorian - R$ 17,00
Essas foram as peças maravilhosas que eu recebi, diz se tem como não amar? Muitos pentagramas como sempre Além dessas peças, eu comprei um conjunto de velas aromáticas por R4 9,90. Eu sou a louca das velas, gente! Peças bem dark, de simples a elegantes! Nem tem como falar quais foram os meus preferidos porque eu acabo usando tudo até demais! 

Queria ter fotografado a caixinha melhor, mas as fotos não ficaram boas e não deu pra fotografar de novo. Quem sabe eu não consiga mostrar ela melhor quando for mostrar tudo que tenho da Dark Prophecy, né? :) Eu já usei algumas peças e fui postando no meu Instagram. Lembrando que com o cupom VULTUSPERSEFONE você ganha 10% de desconto no fim das compras! 

Colar Kraken

Aquele anel que é "muito black mirror"

Essa gargantilha super elegante
Esse 2017 começou bem! <3 Vou ir mostrando no insta eu usando as outras peças, ok? Espero que vocês tenham gostado do post (mesmo que algumas fotos tenham ficado com qualidade não tão boa) e até o próximo post! Beijo pra vocês tudo, suas lindas! <3 

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

DdL #2: Misto-Quente, de Charles Bukowski

Hell-o, morcegóticas!

Eu tô mega atrasada com a ~programação~ do Desafio de Leitura aqui no blog. Quanto às leituras tá tudo ok, tô na quarta semana e no quarto livro. O que tá faltando mesmo são os posts aqui, mas até dia 1º de fevereiro quero deixar tudo alinhado. Ou seja: em uma semana eu vou postar 3 resenhas de livros. O importante é que o blog tá tendo pelo menos um post por semana e é sempre uma delícia quando sobra um tempo pra escrever aqui e comentar nos outros blogs! <3 Bom, vamos ao que interessa?


Misto-Quente é o quarto romance do mestre da escrita Charles Bukowski. Esse livro conta a história de Henry Chinaski, um jovem pobre de origem alemã vivendo nos Estados Unidos pós-recessão de 1929. O livro conta de maneira simples e direta vários acontecimentos da vida de Chinaski, que é ao mesmo tempo um personagem ficcional e auto-biográfico do Bukowski, bem como sua imagem de Velho Safado. Sendo filho único de um casal cujo pai é um alcoólatra que tem mania de riqueza (mesmo vivendo em um dos bairros mais imundos e pobres de Los Angeles e desempregado há anos) e uma mãe passiva que sempre baixa a cabeça para o pai, Chinaski cresceu sem amigos e na escola era um típico perdedor. 

Logo quando surge a adolescência, as espinhas começam a brotar nele de tal maneira que lhe tomam o rosto, os braços, as costas. Se sentindo ainda mais excluído em um mundo onde todos parecem o desprezar, Chinaski encontra nos livros uma paixão. São vários relatos de vários acontecimentos que vão acontecendo na vida do personagem, relatos esses que falam sobre sua virgindade que parece ser eterna, suas espinhas que lhe enfeiam ainda mais, a pobreza sempre ali, acompanhando, o pai psicopata, a mãe sem opinião. 


Henry Chinaski passa o livro se questionando sobre a vida e os pensamentos e ações das pessoas, bem como faz constatações muito sagazes sobre o que acontece ao redor dele. É muito difícil não se identificar com o pensamento do autor em diversas partes, principalmente pra quem já se sentiu excluído. Esse livro foi muito importante pra mim, porque passei a ver o Bukowski de uma forma diferente: ele também era inseguro, também se sentia rejeitado, também mostrava fragilidade.


Misto-Quente (ou Ham on Rye, no original) não é um livro que termine com um final feliz (nenhum livro do Bukowski é assim, na verdade). É um livro onde conta a verdade nua e crua, é direto, é real e tem aqueles linguajar sujo do Bukowski que eu particularmente adoro. Sabe aquele livro de relatos que é uma delícia de ler? Esse livro é bem assim. Quando percebi, já tinha acabado e eu queria mais. Eu já li basicamente todos os livros do Bukowski e esse é com certeza meu preferido. Pouquíssimos autores conseguem escrever de maneira simples e sem rodeios, sendo diretos e verdadeiros, doa a quem doer.

Espero que vocês tenham gostado da maneira como falei do livro (não tenho como falar muito mais de um livro de relatos) e que tenham se interessado pelo livro! Mais uma vez: não esperem um livro bonitinho, esse livro é tão sujo quanto qualquer outro livro do Bukowski. Um beijão e até o próximo post!

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Celebrando os Sabbats #3: Lammas/Lughnasadh

Hell-o, bruxinhas da floresta!

Hoje eu vou falar um pouco sobre o próximo sabbat da Roda do Hemisfério Sul: Lammas! Lammas (pronúncia: Lamas) é chamado também de Lughnasadh (pronúncia: Lunasá) e é um festival de colheira. Pra quem segue a roda do Hemisfério Sul, o dia dele é dia 02 de fevereiro (também dia de Iemanjá!) e pra quem segue a roda do Hemisfério Norte, a data é em 1º de agosto. Ué, mas como assim um festival de colheita? Esse é o sabbat em que se agradece por tudo de bom que colhemos no último ano, e não só o que é bom: agradecemos também pelas oportunidades que tivemos de coletar sabedoria de experiências difíceis.



Lammas/Lughnasadh celebra o sacrifício do Deus quando os grãos são colhidos para alimentar a humanidade e gerar mais vida para as sementes que serão plantadas. Nos tempos antigos, as pessoas faziam pão com trigo recém colhido e dividiam entre a família, entre o coven, entre os amigos, os vizinhos, bem como o vinho e outras frutas da época. É a festa do pão, dos grãos, das sementes. então isso não pode faltar na celebração! 


É um costume também decorar com trigo, fazer bonecos com palha de milho (eu sou louca pra fazer, mas não sei onde posso achar :/), acender bastante velas laranja e amarelas,  colher frutos e frutas, plantar sementes, preparar pratos com grãos... Os bonecos se tornam talismãs que ficam com a pessoa até o próximo Lammas, onde são queimados. Porém, acho que cada celebração dá pra comemorar do nosso jeito, né? Eu por exemplo, vou tentar fazer esse pão de linhaça aqui, ou então um arroz com grãos. Considerando que milho é grão, até pipoca vale! Na verdade, o que mais vale é agradecer e renovar as energias no ritual, nem que seja apenas com uma vela ou incenso aceso. 

Bom, vamos às correspondências? 

Cores: amarelo, laranja, verde e ouro
Incensos: Sândalo, rosas, olíbano, acácia
Bebidas: Sucos com frutas da época, cervejas de trigo, vinho
Cristais e pedras: citrino, granada, peridoto, sardônia, aventurina, ágata entre outras
Deidades celebrados: Deuses relacionados à colheita e fartura, como Lugh (celta), Baco (grego), Deméter (grega), Mani (indígena) e vários outros deuses.
Alimentos: pães e bolos e outros alimentos com grãos, também frutas dessa época


Vale também coletar água da chuva para usar em rituais mágicos, Se chover alguns dias antes do Lammas, porque não já coletar uma água pra usar para abrir o círculo no ritual? Ah, quem quiser saber como abrir o círculo, clique aqui que essa explicação da Rosea Bellator, do site Oficina das Bruxas é muito boa e bastante clara. Aqui embaixo eu vou deixar um ritual para ser feito no dia de Lughnasadh:

Material necessário para a realização do ritual:

 Ramos de trigo;
 Pães de vários tipos;
 Cálice com vinho;
 Velas amarelas;
 Frutas como melão, bananas e abacaxi;
 Incensos do Sabbat;
 Caldeirão/ou lugar para queimar;
 Álcool;
 Papéis com pedidos escritos;
 Bastão/dedo indicador.

Procedimento:
Coloque o caldeirão ao centro do local onde você vai realizar o rito. Espalhe as velas por todo o cômodo. Coloque as frutas, os pães, os ramos de trigo e algumas velas sobre o altar. Acenda os incensos e lance o Círculo Mágico de forma usual. Despeje o álcool no interior do caldeirão e acenda-o. Então diga:

“Que neste dia sagrado, onde Lugh é homenageado os meus (nossos) anseios e desejos se realizem”

Pegue o bastão, toque o chão e depois o eleve aos céus girando no sentido horário dizendo:
“Que as sementes germinem, que o solo se fortaleça e torne-se fértil. Que a vida seja festejada e louvada pelo nome de Lugh, o Deus Sol, o iluminado e encantado”

Comece a girar o bastão em torno do caldeirão no sentido horário, com o papel dos pedidos em suas mãos. Imagine a concretização dos seus objetivos e acredite que todos os pedidos que foram escritos no papel se realizarão. Se mais pessoas estiverem presentes, peça para que façam o mesmo. Quando sentir que sua consciência encontra-se alterada e que do seu interior brota um profundo entusiasmo, jogue os papéis com os pedidos no caldeirão, dizendo:
“Nesse fogo, possam os meus desejos se elevar. O fogo é símbolo da transmutação e da purificação. Que através de seu poder tudo em minha (nossa) vida seja ativado para o meu bem e de todos da Terra!"

Olhe profundamente no fogo que arde no caldeirão, mentalizando com profundidade tudo aquilo que você quer. Pegue o cálice com o vinho, eleve-a aos céus, dizendo:
“Oh, Poderoso Lugh, que esta libação seja feita em sua homenagem”

Tome um pouco do vinho e derrame-o sobre o chão. Vá até o Altar, eleve o bastão e toque-o nos pães e frutas. Reparta os pães e divida entre todos os presentes, se houverem. Caso contrário coma um pouco da alimentação, meditando sobre o significado do ritual. Destrace o Círculo Mágico, agradecendo aos Deuses.


Lembrando que não é necessário ter todos os elementos para realizar o ritual. você for conseguir mentalizar bem os objetos que não tem, imaginar que eles estão ali na sua frente, o ritual funcionará tão bem como se esses objetos realmente estivessem ali. Bom, como eu falei logo no começo do post, Lammas é no mesmo dia de Iemanjá. Como Iemanjá é uma dos orixás que me protegem na Umbanda (tô me interessando cada vez mais), também vai ter algo a homenageando no meu altar. Pra quem quiser homenagear Iemanjá, dá pra acender uma vela azul e cantar esse ponto (que é uma música de duas estrofes para os orixás) do vídeo abaixo. Esse vídeo é lindo, traz uma paz maravilhosa:


Então, por hoje é isso! Um Feliz Lammas pra quem segue a Roda do Hemisfério Sul, e um Feliz Imbolc pra quem segue a Roda do Hemisfério Norte! Essa semana ainda tem a segunda resenha do ano do projeto Desafio de Leitura. Eu nem fiz a resenha do segundo e já estou terminando o terceiro. Esse ano tá começando bem no quesito das leituras! Espero que tenham gostado do post e muito obrigada por todos os comentários lindo e maravilhosos que deixaram no meu último post! Beijão!

domingo, 15 de janeiro de 2017

Universo Alternativo: A história do meu blog!

Hell-o, viadas de satanáix!

Vocês já devem ter percebido que quase sempre eu falo do Universo Alternativo aqui no blog, né? É um grupo criado pela Jaqueline Campos, do blog 4shpyxi4, que reúne blogueiras e leitores alternativos. Lá a gente posta os links dos nossos posts, pedimos ajudas pras manas, criamos Desafios e Projetos. Algumas blogueiras que eu amo o blog eu encontrei lá, outras eu conheci por causa do grupo. É um grupo maravilhoso, até Amigo Secreto nós fizemos! <3 A Jaque propôs um desafio pro ano de 2017 que é fazer uma postagem coletiva por mês. O mês de Janeiro é pra falar sobre a história do nosso blog! Então vamos lá!


É muito louco, mas eu vivo nesse mundo de blog desde 2003, quando fiz meu primeiro pra falar de Linkin Park. É isso mesmo, Linkin Park. Passando essa vergonha, eu sempre mantinha um blog de textos e colaborava em algum outro blog. Colaborei em um blog de download de músicas, em um site famosíssimo sobre a saga Crepúsculo (me deixem eu tinha 15 anos, ok? ok), em um blog sobre Crepúsculo também, no Bloínquês blog que promovia outros blogs e avaliava seus textos, fazendo desafios e talz, blog sobre futebol (o famigerado FFFFUUUUTEBOL), site sobre blink-182, etc, etc, etc. O que mais fiz mesmo foi escrever textos, contos, crônicas e poemas. O primeiro que lembro era o Efeito Borboleta, aí passou pra Paraíso Aleatório, por Uma Revolução de Pensamentos (quem nunca deu uma resetada no blog pra falar sobre a mesma coisa, não é mesmo?) e finalmente, em maio de 2016 eu decidi migrar de volta para o Blogger e fazer um blog pessoal. Foi assim que nasceu o Vultus Persefone.

Eu sou muito fã de mitologia em geral, mas o primeiro contato foi com a mitologia grega, onde tinha uma paixão pela história de Hades e Perséfone. Eu queria um nome diferente pra usar no Instagram e fui pesquisar em latim algo que tivesse a ver com a história dela, mas tava com vultus na cabeça há dias. Fui procurar achando que era sombras (hahahaha) e vi que era procurando, buscando. Tem tudo a ver com a história de Perséfone, que a mãe dela ficou procurando ela quando Hades a levou com ele. É uma boa história de nome? Não, mas eu gosto tanto dele... :)

O blog tem 8 meses, mas desde que eu comecei a acompanhar algumas blogueiras transformarem seus blogs em algo mais voltado pra moda, pra looks, lugares, resenhas de produtos e etc (isso em 2009, 2010), eu fiquei na vontade de falar sobre o assunto, principalmente porque quase nada que eu via nesses blogs me agradavam. Eu sempre me vesti diferente, tive gostos diferentes, me atrai por coisas diferentes. Queria falar disso porque sabia que várias pessoas iriam se identificar. O medo da chacota e a vergonha de me expôr na internet me impediu por 6 anos de fazer o que eu sempre queria. Em maio do ano passado eu finalmente me toquei que eu tinha que seguir meu sonho sem me preocupar com a opinião das pessoas, e foi a melhor coisa que eu fiz no passado!

Meu blog já conquistou tanta coisa nesses oito meses. Se eu soubesse que sim, meu blog ia ser um lugar bom pra todo mundo que é atraído pelo diferente como eu, eu já teria tido coragem de fazer antes. Mas ao mesmo tempo, foi bom eu ter passado por tantos blogs, hoje sei que meu blog não é uma obrigação, mas é sim um compromisso. Tenho tentado sempre melhorar e apesar de ter passado por tantos blogs, me sinto novata ainda. Mas meu blog não seria nada do que é se não fosse a corrente de meninas maravilhosas que gostam do meu cantinho e vem comentar aqui! <3 Só tenho a agradecer vocês e as meninas do Universo Alternativo, obrigada por me ajudarem a construir meu blog!

Espero que tenham gostado desse post! Terça eu vou fazer um post sobre Lammas (comemoração pagã) e quinta vai ter mais uma resenha! Beijão e até terça!

Blogs participantes (essa lista eu pretendo atualizar):

- 4sphyxia
- Tary Belmont
- Relíquias da Lara

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

DdL #1: Inheritance, do Christopher Paolini

Hell-o, noctívagos!

Hoje (que deveria ter sido ontem) eu vou começar uma série de resenhas semanais. Serão os 52 livros do Desafio de Leitura 2017. Vou chamar de DdL pra encurtar! :) O post é pra sair todas as quartas-feiras, mas nem sempre eu tenho essa disponibilidade toda de tempo pra escrever. Ali no menu abaixo do banner do blog (siiiiim, mudei o layout pra uma coisa mais leve, e fiz um banner mais ~creepy cute~ pra combinar, o que acharam?) tem a tag Desafio de Leitura, tudo bem explicadinho. A cada post eu vou adicionando lá o link da resenha, ok? Ok!


Bom, o Inheritance se chama Herança em português e é o quarto livro da saga. Comprei a versão em inglês pelo fato do box ser mais barato pobre feelings. Só que quando a pessoa aqui pegou o livro, de cara achou que o inglês era muito rebuscado e não ia conseguir. Eu li os 3 primeiros livros em português em 2011, tentei o quarto em 2013 e não rolou, e só em 2017 consegui finalizar. Pra compensar, li em 2 dias! Sim, eu sou essas loucas que comem livros, mas tenho que aprender a ler mais devagar. Mas foi bom ver o quanto eu evoluí em Inglês!

Esse livro faz parte da série Ciclo da Herança, do Christopher Paolini e foi baseado no primeiro livro de título homônimo para fazerem o filme Eragon. Eu peço pelo amor da Deusa pra não julgarem o livro pelo filme! Eragon sofre da síndrome Percy Jackson de ter livros legais e filmes ridículos. A ordem dos livros (ignorem a ordem nas fotos) é: Eragon, Eldest, Brisingr e Inheritance/Herança


O Ciclo da Herança começa contando a história de Eragon, um garoto fazendeiro de 15 anos que encontrou um ovo de dragão. O ovo chocou e nele havia Saphira, uma dragão fêmea de escamas azuis. O que ele não sabia é que o ovo antes havia sido roubado por Galbatorix, que era um Cavaleiro de Dragão e acabou se tornando um tirano. O continente onde tudo isso acontece se chama Alagaësia, e além de tiranos, humanos e dragões, nele também há elfos, anões, homens-gatos, e algumas outras raças. 

Saphira e Eragon tem um laço especial, uma conexão mental tão forte a ponto de que eles podem conversar mentalmente, enviar emoções, visões e sensações um ao outro. A relação entre eles é muito bonita, é uma amizade e parceria onde um respeita o lado do outro, mesmo sendo diferentes. Mais tarde, Eragon acaba se tornando peça principal na guerra pelo Império. Pouco após isso e ganhar uma cicatriz nas costas que o impede de lutar, ele vai até Ellésmera, a terra dos elfos. Lá ele também conhece outro cavaleiro de dragão, Oromis e seu dragão Glaedr. Os dois ajudam Eragon e Saphira, lhes dão vários ensinamentos e os treinam de diversas formas. Eragon e Saphira, desde que surgiram foram tidos como futuros detentores de Galbatorix.


Bom, vocês sabem que eu não gosto de contar muito sobre a história, mas que gosto de apresentar um pouco o livro. Acrescentem tudo isso que falei a personagens maravilhosos como Arya, a elfa que tem um envolvimento com Eragon desde o princípio, uma personagem super inteligente, independente, guerreira e deusa! Roran é um dos meus personagens preferidos, ele é primo do Eragon, um bom marido, um bom pai, um bom lutador e se destaca em um mundo onde quase todos podem combater não apenas fisicamente, mas também com magia. Glaedr é um sábio, Saphira é a dragão-fêmea mais foda da vida! Nasuada e Murtagh também são personagens sensacionais. Entre herois e vilões, anões, humanos e elfos, não dá pra dizer que apenas um ou dois personagens são interessantes. As motivações de todos te prendem à história.


Apesar de ser meio Terra-Média, é também meio Star Wars, meio Harry Potter... Vocês sabem, aquela história de como se forma um vilão que domina toda a sociedade e como se forma o heroi que vai derrotá-lo. E isso pra mim é um baita elogio, eu sou fã absoluta das séries citadas e ler o Ciclo da Herança foi paixão desde o primeiro livro!

Inheritance/Herança é o desfecho perfeito pra uma saga riquíssima em lugares sensacionais, personagens interessantes e uma história muito bem amarrada, que te faz ficar desejando saber todos os segredos e detalhes logo! Não é por acaso que a louca aqui deixou de dormir pra ler mais de 800 páginas de uma vez! Indico muito a leitura pra quem gosta de Star Wars, do universo do Tolkien, de Harry Potter, Percy Jackson, etc... Eu amo sagas ambientadas em lugares medievais, logo eu, a louca das Crônicas de Gelo e Fogo <3 Hahahahah!

Espero que essa resenha não tenha ficado muito longa e que vocês tenham gostado! Muito obrigada pelo apoio que vocês me deram no post do Desafio, vocês são demais! <3

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Darkoutfit: Breaking the law + novidades

Hell-o, adoradores de morcegos!

Hoje eu vim trazer o primeiro Darkoutfit do ano! :) O ano passou e as fotos continuam ruins! Preciso fazer fotos externas e ainda tá complicado, quem disse que a vampira em pessoa aqui consegue sair na rua pra fazer fotos? Enquanto isso, vamos fazendo o que dá em casa e improvisando. Março ou abril eu vou estar de férias e fui chamada por dois fotógrafos maravilhosos, então vou aproveitar pra fotografar uns Darkoutfits! Bom, mas vamos ver como saiu esse que usei pra ir assistir Rogue One (de novo!)? :P


Como o dia estava mega quente e eu queria porque queria sair de coturno, escolhi um short jeans (que na verdade era uma calça que eu cortei) e a blusa que eu comprei no show do Monsters Tour (Ozzy Osbourne, Judas Priest e Motorhead em Porto Alegre) do Judas Priest. A blusa eu também customizei fazendo umas tiras, ou seja: ela ficou ainda mais fresquinha!



Como vocês podem ver, fiz as fotos no meu quarto mesmo, antes de sair. Eu coloquei as asinhas de morcego da Dark Prophecy no meu coturno da Vilela Boots junto com a blusa do Judas e o short jeans. Ficou bem fresquinho e nada elaborado, é bem o look headbanger casual que eu gosto muito de usar. Eu também gosto de usar umas roupas meio hippie goth no verão, mas o coração é de metaleira!


Não pude usar nenhuma make porque nesse dia eu tava com uma irritação horrível no olho esquerdo e bom, eu já sabia que ia chorar, então achei melhor passar só um rímel básico mesmo. Eu usei também o colar witch cat, da Coleção Coven da Loja Ravenous, essa loja linda que é minha parceira! P.s.: aquela zombie usando o colar no site da Ravenous sou eu! <3


Ai, esse coturno maravilhoso! Eu amo tanto usar ele! E tanto com esse quanto com o outro eu gosto de usar as asinhas, é um detalhe único! Eu até comprei mais uma pra usar! <3 Masssssss temos mais novidades em relação à Dark Prophecy!

A novidade é que no fim do ano passado a linda da Moni me chamou pra planejar uma peça com ela e o Dani e ganhar o nome que eu uso na internet! Isso mesmo, temos uma peça que leva o nome Vultus Persefone, cuja imagem da peça eu escolhi! Eu tava falando pras minhas amigas que é impossível encontrar uma imagem que me descreva mais como essa, fiquei feliz de ter um colar registrado com isso! Assim que ele chegar pra mim eu vou fazer váááááárias fotos e mostrar pra vocês!



Ah, e o cupom de desconto da Dark Prophecy agora é de 10%, usando o código vultuspersefone no final da compra! Então aproveita pra ver todas as lindezas que tem lá e que eu postei aqui, e já prepara o coração que além das que eu mostrei, tem muitas peças novas lá, incluindo várias asinhas de morcego! <3

Espero que vocês tenham gostado do look e do colar, eu escolhi essa imagem pensando em muitas de vocês que gostam das mesmas coisas que eu! Que venham muitos darkoutfits em 2017! Um beijão pra todo mundo, e quarta sai a resenha do livro lido na primeira semana de 2017! Até lá! :)


terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Desafio de Leitura 2017: rumo aos 100 livros e um livro por semana

Hell-o, crazy and diabolic cats!

AVISO: Esse post ficou enorme, porque eu tenho mania de explicar as coisas bem direitinho (filha de professores e ex-professora é assim) :)

Como vocês já devem ter percebido, duas coisas falharam no meu blog ano passado: o projeto de renovação do guarda-roupa e o meu desafio de leitura que incluía 12 contos do Poe, livros que eu tenho e não li ainda, e outros tantos livros temáticos. Acontece que de maneira nenhuma eu me organizei, então resolvi adaptar o Desafio de Leitura por vários motivos:

  1. Não adianta, eu não consigo mais ler em pdf. Os 12 contos do Poe infelizmente eram em pdf. Vou tentar imprimir pra ler, mas sem pressa. Esse ano o 12 meses de Poe (clique aqui pra saber melhor) vai ser de contos e poemas, assim que saírem os pdfs vou imprimir tudjo!
  2. Tinha um lista enorme de livros temáticos que eu deveria ler e resenhar, porém a maioria eu não tinha e vários outros eu só encaixava com o que já tinha lido, ou seja: não ia ler um livro novo, e sim reler um velho.
  3. Cometi o erro mais grave da leitura: não colocar todo dia uns 3 livros na bolsa. Dá muito certo comigo pra ler mais. No mês passado já comecei a fazer isso e li quatro livros <3
Enfim, é o seguinte: tenho 85 livros (dois eu ainda não ganhei, mas tão garantidos que são meus hahaha) e preciso de 15 pra completar 100 livros! Então selecionei 15 livros que quero, dando preferência pra completar alguma coleção incompleta e fechar com a lista de livros que fiz na Black Friday. Porém, dos 85 livros que tenho, 19 eu ainda não li. Pois é. Li vááááááááários livros desde que comprei esses 19, mas não li eles. Então eu pretendo ler eles também. Ok. Aí já dá uma lista de 35 livros. Vai ter mais? Vai. O ano tem 52 semanas e eu quero ler um livro por semana. 

Bom, se somarmos os 19 livros que tenho e não li com os 15 pra completar os 100, já dá 34 livros, Porém, quero ler 52 novos livros, ou seja: tenho que achar/comprar mais 17 livros. 33 ao total. Se tudo der certo, em 2019 chego aos 200 livros: SONHO! Minha média anual de livros era 80 livros/ano, porém eu desandei com a leitura. Ah, e pra não ficar maçante, vou postar uma resenha aqui em uma semana, e outra na página do Facebook na outra semana. Me respondam: vocês acham que ficaria chato uma resenha por semana aqui no blog? Respondam nos comentários! O que vocês acharem melhor, eu faço :)

Retirada do Pinterest
Vou fazer duas listas: os livros que preciso pra completar minha coleção e depois os livros que pretendo comprar. Tirando os 15 livros que faltam pra completar 100, não preciso comprar os outros 18, contanto que eu pegue na biblioteca ou algum amigo me empreste, leiam em pdf (se eu conseguir), whatever. O importante é ler 52 livros esse ano, um por semana. Na hora de comprar, tudo vale: sebos, feirinhas, briques, Estante Virtual, etc... Alguns desses livros (poucos, apenas alguns que faltam pra completar sagas ou são continuações) eu já li, mas vou resenhar mesmo assim. Se for algum livro de alguma saga, vou resenhar uma intro da saga e dos livros anteriores antes de resenhar o livro, pra dar uma iniciação :) Eu falo resenhar, mas vocês sabem que eu conto só o essencial da história e falo sobre a edição, etc.

Eu tô muito empolgada e sei que esse é o pontapé inicial pra eu voltar à minha média de livros lidos por ano. porque além dos livros que eu vou comprar/tô querendo ler há tempos, eu sempre ganho algum livro por ano, todo mundo sabe que é o jeito mais certo de me presentear e eu amar <3 E fora que eu vou tentar parcerias com editoras pra 2017, vocês também vão? Vamos trocando informações :)

Retirada do WeHeartIt
Então, vamos à lista dos 33 livros que quero comprar pro próximo ano + 19 livros que tenho e não li? (Me perdoem pelo tamanho desse post EU AMO VOCÊS DESCULPA MESMO)

  1. O Ladrão de Raios - Rick Riordan (Percy Jackson e Os Olimpianos)
  2. O Mar de Monstros - Rick Riordan (Percy Jackson e Os Olimpianos)
  3. A Maldição do Titã - Rick Riordan (Percy Jackson e Os Olimpianos)
  4. A Sombra do Vento - Carlos Ruiz Zafón (Coleção O Cemitério dos Livros Esquecidos)
  5. O Jogo do Anjo - Carlos Ruiz Zafón (Coleção O Cemitério dos Livros Esquecidos)
  6. Harry Potter e A Criança Amaldiçoada - Jack Thorne (Saga Harry Potter)
  7. Paraíso Perdido - Eduardo Spohr (Filhos do Éden)
  8. A Sociedade do Anel - J. R. R. Tolkien (Senhor dos Anéis)
  9. As Duas Torres - J. R. R. Tolkien (Senhor dos Anéis)
  10. O Retorno do Rei - J. R. R. Tolkien (Senhor dos Anéis)
  11. O Poderoso Chefão - Mario Puzo (The Godfather)
  12. A Vingança do Poderoso Chefão (The Godfather)
  13. A Música do Silêncio - Patrick Rothfuss (Crônicas do Matador do Rei) - aqui se encerra os livros que eu tenho que ter completar minha coleção, os dois próximos são pra fechar 100 livros, e depois alguns pra ter um para cada uma das 52 semanas! -
  14. O Circo Mecânico Tresaulti - Genevieve Valentine
  15. O Demonologista - Andrew Piper
  16. Os Condenados - Andrew Piper
  17. Batman: Arkham Night 
  18. Bom Dia, Verônica - Andrea Killmore
  19. Ed & Lorraine Warren: Demonologistas - Gerard Brittle
  20. Ultra Carmen - Cesar Bravo
  21. J. R. R. Tolkien: O Senhor da Fantasia  
  22. Hellraiser - Clive Barker
  23. Confissões do Crematório - Caitlin Dougthy
  24. O Exorcismo - Thomas B. Allen
  25. A Princesa, O Cafajeste e o Garoto da Fazenda - Alexandra Bracken
  26. Star Wars: O Caminho Jedi 
  27. O Corvo - Edgar Allan Poe
  28. Roverandom - J. R. R. Tolkien
  29. Os Filhos de Húrin - J. R. R. Tolkien
  30. Contos Inacabados - J. R. R. Tolkien
  31. Clube da Luta - Chuck Palahniuk
  32. Técnicas de Magia Natural: O Poder da Terra - Scott Cunningham
  33. O Livro Completo de Wicca e Bruxaria - Marian Singer
  34.  - aqui acabam os livros que tenho que comprar/ler/adquirir e os 19 abaixo são os que eu tenho e não li e vou ler em 2017-
  35. Mentes Perigosas - Ana Beatriz Barbosa Silva
  36. Musa Praguejadora - Ana Miranda
  37. Dracula - Bram Stoker (li em português, mas quero ler em inglês <3)
  38. Cartas na Rua - Charles Bukowski
  39. Inheritance - Christopher Paolini
  40. Livros dos Sith - Daniel Wallace
  41. As Palavras Andantes - Eduardo Galeano
  42. Filhos do Éden: Anjos da Morte - Eduardo Spohr
  43. Três Tristes Tigres - Guillermo Cabrera Infante
  44. Cent Ans de Solitude - Gabriel García Marquez (é em francês, mas como já li em português vai ser fácil)
  45. 1984 - George Orwell
  46. Walden - H. D. Thoreau
  47. Os Subterrâneos - Jack Kerouac
  48. Ficções - Jorge Luís Borges
  49. A Volta do Poderoso Chefão - Mark Winegardner
  50. Os Crimes do Amor - Marquês de Sade
  51. O Anticristo - Nietzche
  52. Romance Negros, Feliz Ano Novo e Outros Contos - Rubens Fonseca
  53. O Gato Por Dentro - William Burroughs
Se vocês não repararam, os livros que pretendo adquirir são minha zona de conforto do momento. Já os livros que eu tenho e não li, são livros um pouco mais difíceis de ler, alguns são desgraçadores de cabeça e eu confesso que ainda estou com uma ressaca mental de todos os livros que li em 2014 e eram mais ou menos assim. São livros densos, por assim dizer. Enrolei eles só até esse ano, em 2017 eu vou ler todos! Outra coisa: a maioria dos livros novos é da DarkSide Books! <3 Meu próximo passo é calcular essa lista (e ver a facada) e começar a me organizar financeiramente!

Retirada do WeHeartIt

Ah, coloquei todos os livros do site da Submarino, porque lá eu consigo organizar uma lista e posso acompanhar a rebaixa de preços, mas sebos vão ser minha opção siiiim! Inclusive tem um livro aí com link da Estante Virtual, o Book of Shadows. A Moni da Dark Prophecy comprou e me mostrou, e eu quis na mesma hora, é um livro tão lindo! Eu tenho gosto bem variado pra livros, mas esses serão os de 2017 :)

Mais uma vez peço desculpas pelo fato do post ser tão longo! Espero mesmo que vocês tenham gostado, porque eu adorei tanto procurar os livros, quanto fazer a lista e escrever esse post ! Eu amo falar sobre livros, ler muito é meu dom e eu preciso treinar ele pra voltar ao meu auge! AUAHUAHUAHUAHUAHUAH Pelo resto do ano, quem se oferecer em me dar um livro eu vou oferecer essa listinha! Ok, parei!

Retirada do Pinterest
Obrigada por acompanharem, espero que a virada de ano tenha sido muito maravilhosa pra todo mundo <3  Um beijão e tchau!