quinta-feira, 8 de junho de 2017

Celebrando os Sabbats #5: Yule

Hello, bruxinhas invernais!

Hoje eu vim falar um pouco de Yule, que é um Sabbat comemorado aqui no Hemisfério Sul no dia 21 de junho (mas dá pra comemorar do dia 20 ao dia 23) e no Hemisfério Norte dia 21 de dezembro. Yule é comemorado no Solstício de Inverno, quando o dia é mais curto que a noite, sendo a noite a mais longa do ano. A Deusa acabou de dar a luz ao Deus Sol, estando ele renovado e forte. Essa celebração também é chamada de Mid-winter por se dar justamente no meio do inverno. Yule acontece quando o Rei do Azevinho (Senhor das Sombras) é vencido pelo Rei do Carvalho (Senhor da Luz). Isso quer dizer que a pior parte da escuridão e frio do período já passou, e agora o Sol volta a brilhar.


Nessa celebração a luz é muito importante. Seja com uma fogueira ou até mesmo muitas velas, o importante é trazer luz para o ambiente! Depois de passarmos por um período de recolhimento, onde refletimos sobre nossos atos e atitudes, também sobre os nossos planos do futuro, essa época também é uma preparação para uma época mais fértil e abundante que virá, é um renascimento. Agora eu vou mostrar alguns altares de Yule pra vocês se inspirarem e vou intercalar com mais informações sobre esse dia. Eu pretendo fazer um vídeo explicando melhor o Yule pra vocês, contando como eu pretendo celebrar e tudo mais. Agora, vamos começar com os altares?





Vocês perceberam que existem muitos elementos da Natureza nos altares? Então, os antigos da Sagrada Arte decoravam a casa com azevinho, pinhas de pinheiros... Isso acontecia porque mesmo durante o inverno eles continuavam vigorosos, mostrando que aquele período difícil de frio logo iria passar. Alguns tinham o costume de proteger árvores guardando-as dentro de casa e as decorando. Parecido com o Natal? Pois é, Yule é comemorado no período de Natal no Hemisfério Norte. Em Yule, a Deusa dá a luz ao Deus, que vai trazer de volta a luz pro mundo. Será que o cristianismo/catolicismo copiou muito? HAHAHAHA! Até demais! Na bruxaria a gente aprende a razão de enfeitar a casa com pinhas, azevinho e árvores decoradas... E isso é uma das coisas que mais me fazem amar a bruxaria. No catolicismo/cristianismo você confunde a celebração com o capitalismo e vira uma data supérflua. Enfim, vamos continuar!





Ervas de Yule: alecrim, camomila, louro, pinho, azevinho
Pedras de Yule: granda, olho de gato e rubi
Comidas tradicionais: comidas com castanhas, maçãs, vinho, bolos de frutas, pães e etc (mais ei, estamos no Brasil, né? que tal experimentarmos receitas com laranja que lembra o sol, com castanha do pará e de caju?)
Incensos: olíbano, camomila, canela, alecrim e mirra




O que fazer em Yuletide?
- Colher flores ainda verdes para queimar no ritual de Imbolc
- Fazer smudge de alecrim ou sálvia
- Fazer a tora de Yule
- Decorar uma árvore
- Fazer amuletos de proteção
- Agradecer aos espíritos do inverno, bem como os de luz
- Fazer guirlandas e colocar na porta de casa





Bom, espero que com algumas dessas explicações e com esse monte de fotos de altar, você se sinta inspirada a comemorar o Sabbat de Yule! E como eu sempre digo: comemore da maneira que você conseguir, sem se apegar à falta de materiais, lembrem que visualização é tudo! E pra quem quiser ver os outros posts de magia aqui do blog, é só clicar aqui! Um beijão e até o próximo post! Blessed be!

6 comentários:

  1. Que maravilhoso <3 Eu acho bem legal essas crenças e religiões relacionadas à magia, wicca, etc, mas não entendo bulhufas de nada. Vou acompanhar suas postagens do gênero, acho tudo tão lindo <3

    Bites!
    Tary Belmont

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tary! Antes eu adorava as crenças e lendas, no fim das contas acabei me descobrindo na religião! Espero que tu continue acompanhando aqui mesmo! Um beijão!

      Excluir
  2. Olá rafa! Tudo bem?
    Não me canso de dizer como eu gosto do posts de magia que tu faz, e sempre anotando tudo pra não perder nada!
    Infelizmente não posso montar meu altar, como moro com os meus pais eles são católicos, já viu né?! Mas enquanto isso vou estudando e aprendendo.
    Tenho certeza que um dia vou ter minha casinha na floresta e meu altar. Mas até lá vou procurar aprender cada vez mais sobre magia.
    Uma grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alice!
      Que bom que tu gosta dos meus posts de magia, são os que eu mais gosto de escrever! <3
      Quando eu me descobri bruxa levei um bom tempo ainda estudando antes de começar a praticar rituais! Espero que você tenha logo o seu cantinho perfeito pra praticar magia! Um beijão, lindona! <3

      Excluir
  3. Oi rafa, acho que nunca comentei nada aqui apesar de acompanhar :c Eu gosto muito das suas postagens sobre bruxaria. Eu sigo bruxaria tradicional, que é mais uma prática do que uma religião. Sabe uma coisa que eu reparo MUITO em algumas postagens que eu vejo sobre celebrações de Sabás? A questão da comida. O pessoal se prende demais ao que vem de fora, aos costumes do que é praticado na Europa e nos EUA. Amei ver sua sugestão das castanhas <3 A gente tem tanta coisa boa aqui no Brasil. Eu costumo usar muito frutas, flores e etc de época além do que a gente já tem o ano todo. Beijo <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriana!
      Acho que é sua primeira vez comentando aqui sim :) vou te falar que no dia-a-dia minha magia é muito da bruxaria tradicional. Eu falo wicca porque ainda tenho medo de falar "bruxaria" sabe? A palavra tem significado errado, eu falo e as pessoas vêem como coisa ruim, então generalizou tudo chamando de magia/wicca. Eu acho que as pessoas se baseiam em livros em que a cultura é completamente diferente da nossa. Quando tô estudando pra criar os posts de sabbats eu vejo muito mais informação do que eu coloco jo post, mas é porque eu nunca coloco ervas, pedras e/ou comidas que sejam difíceis de se encontrar. Pra mostrar que a magia pode ser prática e com o que tiver perto da gente, né? <3 Beijão e obrigada pelo comentário, fico muito feliz de ver bruxinhas comentando aqui!
      Beijão!

      Excluir

• Comentários agressivos à autora ou aos leitores do blog não serão aceitos;
• Todos os comentários são respondidos, mesmo que demore uns dias. Se quiser acompanhar a resposta ao seu comentário, clique em "Notifique-me" que fica pertinho da caixa de comentário :)
• Se tiver blog, comente o link dele pra eu retribuir a visita :)
• Sua opinião é super importante e é o que me motiva a continuar postando. Obrigada desde já por comentar!